Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 70
Busca::..
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Notas
31/07/2018 10h04

Notas

Max Del conquista certificação IATF 16949

 

Certificação sucessora da ISO/TS 16949, a IATF 16949: 2016 é o conjunto de normas em sistemas de gestão de qualidade, essencial para fornecimento junto às montadoras automotivas signatárias da International Automotive Task Force, caso das cias alemãs, norte-americanas, francesas e italianas. Recentemente, a certificação foi concedida para Max Del.

Há mais de 40 anos fabricando fixadores metálicos, como parafusos, rebites, pinos, além de eixos e aramados, a Max Del ainda dispunha de tempo para a realização das auditorias, mas ela se antecipou essas demandas e obteve a certificação em pleno no mês de maio, “capricho de uma noiva quarentona e enxuta”. Vale destacar que se trata de uma empresa 100% brasileira e com outras valiosas certificações, como a ISO 14000, OHS 18001 e CQI – 9, estando bem à frente de algumas multinacionais operantes no Brasil.

Entre os ajustes para adequação estão a busca e implantação de melhorias em processos, redução de tempo em ciclos, aprimoramento em áreas administrativas, redução de custos e captura de focos improdutivos. Mas o ponto alto da IATF se concentra na gestão de riscos, que consiste na adoção de planos estratégicos para situações que ameacem gerar paradas de linhas de montagens dos clientes, seja ele por qualquer razão, como no recebimento de componentes inadequados e até situações extra-produção, como paralização de uma máquina chave no sistema de produção, greves, problemas de transporte, falta de energia e outros.  

Carbostorm: o novo player de parafusos é do RJ

Cidade que simboliza o período em que o País era regido pela Monarquia, – ciclo encerrado em 1889 em meio a derrubada e imposição do regime dito “republicano” – a serrana cidade de Petrópolis, RJ, é o berço da Carbostorm, empresa que entrou em 2018 importando e revendendo fixadores com sua marca.

Um dos fundadores, ao lado de Priscila Carvalho da Silva e André Luiz de Carvalho, Ivens Paulo Dias da Silva relata ter vislumbrado em 2003 um espaço no mercado de acessórios para cabos de aço, época de poucos importadores dessas linhas, além dos fabricantes nacionais não suprirem as demandas do mercado.

“Há 15 anos éramos três quando iniciamos uma primeira, e bem enxuta, importação de acessórios para cabos de aço, apenas com itens básicos em aço carbono, como grampos, esticadores, manilhas e sapatilhas. Hoje, nossa marca é referência em acessórios utilizados na movimentação de cargas por todo o Brasil”, relatou Ivens.

“Nessa trajetória fizemos grandes investimentos na introdução de novos produtos e nas linhas especiais como Grau 80, aço inox, correntes, cintas para amarração e elevação, alicates para cabo de aço, cacos em geral e equipamentos de tração. No início deste ano fizemos novos investimentos em expansão, criando a linha Carbostorm de fixação, composta de parafusos auto-brocantes, barras roscadas e chumbadores de expansão. Os produtos Carbostorm estão presentes na construção civil, indústria naval, navegação, mineração, offshore (Oil & Gas), agronegócio e na indústria metalmecânica”, concluiu o executivo.

De estrutura, a Cia possui sede própria composta por um galpão de 1.500 m², armazenagem em porta-paletes e laboratório próprio. As equipes internas (20 no total) operam vendas, administração, logística, TI. No grupo externo são 27 representantes comerciais, além de entrega terceirizada com frete CIF – SP ou CIF RJ.

Carbostorm
 
Técnico da Fey palestra em painel sobre fixação em Simpósio SAE Brasil
 



Alexandre Primolini (Fey), Cleber Xavier (Mercedes-Benz), Edison Botcher (Fey) e Dr. Roberto Garcia (Unesp)

Alexandre Primolini 

 

 

 

 
“Técnicas de Junção na Mobilidade” foi o painel que abordou questões relacionadas à fixação, no “Simpósio SAE Brasil de Novos Materiais e Aplicações na Mobilidade”, realizado em junho 2018, no IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas, São Paulo.
 
João Gomes Jr., (Mercedes-Benz) foi moderador no painel de três palestras: “Adesivos acrílicos dupla-faces estruturais“, com Silvio Monteiro(Saint-Gobain); “Toxear, uma questão de peso”, de Vanderlei Bastos, (TOX Pressotechnik) e “Tecnologias em juntas aparafusadas aplicadas ao setor automotivo”, com Alexandre Primolini, (Fey, indústria de fixadores). Primolini iniciou com um raio-x estrutural sobre a Cia – homologada ISO 14001, IATF 16949 CQI-9-HTSA, VDA – e sua condição de fornecedora dentro das rigorosas demandas no controle da qualidade das fabricantes de automóveis: “Poucas indústrias no Brasil monitoram com eficiência a qualidade dos seus fixadores e do coeficiente de atrito, para que esses alcancem 90 e 95% de rendimentos, algo obtido com apertadeiras eletrônicas. Esse aproveitamento era de 60% quando, 10 anos atrás, usava-se, no máximo, apertadeiras hidro-pneumáticas e torquímetros. Nessas faixas
de controle a Fey produz com tranquilidade”, concluiu.
 
Systek realiza treinamento sobre torque e aparafusamento na VW
 
Em parceria com a Systek Tecnologia, o Centro Tecnológico de Materiais (MTC), localizado na unidade Taubaté (SP) da Volkswagen do Brasil, realizou entre 7 e 8 de maio último um treinamento focado na nova norma para adequação em processos envolvendo torque e aparafusamento. “Considero muito importante que todos os agentes das áreas técnicas envolvidos com esse tipo de ação estejam em dia comesta atualização da norma”, disse o engenheiro Rodrigo Salamão, do departamento Qualidade Assegurada VW ao informativo interno da Montadora. “Encontros como esse nos permite aprofundar o conhecimento em análise e no encontro de soluções”, comentou Marcelo Léo de Oliveira, inspetor de análise VW, ao informativo. “Este evento marcou a implantação e os primeiros testes utilizando do nosso DTT Determinador de Torque x Tensão”, disse o engenheiro Lídio Andrade (foto 1), diretor da Systek e responsável pelo treinamento.
 
Ford Mustang 2018 em recall por ausência de pino
 
Anunciado em 15/05/18 pela Ford Motor Company Brasil Ltda. o recall envolvendo o Mustang, modelo 2018, está localizado no mecanismo da trava de estacionamento da transmissão automática. 
 
Segundo o portal da Ford, o pino de retenção da trava de estacionamento da transmissão automática pode não ter sido instalado no veículo. Nesta hipótese, com o uso prolongado do veículo, pode haver perda da função de estacionamento da transmissão, mesmo quando sua alavanca estiver na posição “P” (Parking). Em caso de perda da função de estacionamento da transmissão, caso o condutor não tenha acionado o freio de estacionamento, o veículo poderá se movimentar involuntariamente, o que pode resultar em acidentes com possíveis danos físicos aos ocupantes do veículo e a terceiros. 
 
Sendo assim, é necessária a verificação e possível instalação do pino, um serviço estimado em 1:45 minutos.
 
Informações: Centro de Atendimento Ford
(CAF): 0800 703 3673 ou www.ford.com.br.
 
Parafuso do volante no Ford Fusion pode se soltar
 
Em junho último a Ford iniciou uma convocação de mais de 32 mil unidades do sedã Fusion, ano 2014 a 2018, fabricados no México. “Esse modelo faz parte do mesmo lote defeituoso que motivou nos Estados Unidos um mega recall de 1,4 milhão de exemplares do próprio Fusion e também do Lincoln MKZ, seu irmão de plataforma”, informou o portal UOL.
 
Segundo a montadora, o parafuso que fixa o volante da coluna de direção pode afrouxar e se soltar, resultando na perda do controle do veículo, situação de elevado risco de acidentes. Tal reparo demanda 20 minutos.
Informações: www.ford.com.br
 
Metalac: duas premiações
 
 
A fabricante de fixadores Metalac SPS recebeu da Mercedes-Benz do Brasil o “Prêmio Interação 2017”, categoria “Excelência Operacional em Qualidade”, ocorrido 09/04/2018. Em 21/06 ela foi contemplada com o “Supplier Award 2018” da MWM/Navistar Mercosul, prêmio em que a Metalac foi vencedora nos últimos cinco anos.
 
 
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com