Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 65
Busca::..
Edição 83
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Notas
25/09/2017 09h50

Notas

 

Fadiga em centros industriais urbanos fomenta expansão de condomínio empresarial em Atibaia  

 

Há 50 km da capital São Paulo, a cidade de Atibaia já foi apenas ponto de fuga aos finais de semana para profissionais dos centros industriais da Grande SP. Mas, rapidamente, essa região nas margens da Rodovia Dom Pedro I vem emergindo como um novo e moderníssimo polo econômico, puxado por condomínios empresariais que se encontram entre projeto/implantação e aqueles já em plena atividade, caso dos empreendimentos da Brazilian Business Park (BBP), incorporadora atuante em construção, locação e gestão de condomínios para atividades industriais e de muita logística.

A BBP já tem grandes nomes sob sua gestão em Atibaia e Jarinu, incluindo companhias fortemente ligadas ao setor automotivo e fixação, tais como a Acument (Fontana Group), Bosch, Norma, Sogefi e outros. A atuação BBP se faz também em outras cidades do estado de São Paulo.

De acordo com o executivo da área de negócios da incorporadora, Christian Harder, dentro dos condomínios BBP está havendo uma expansão com a chegada de empresas, algo que poderá gerar em breve uma circulação local de 20 mil funcionários, somente nas operações Atibaia/Jarinu.

Ali não tem “puxadinho”, é tudo planejado e novo, muitos dos projetos arquitetônicos são feitos sob a demanda do cliente. Inclui-se no pacote uma ampla oferta de energia elétrica, infraestrutura completa com água e esgoto (com tratamento), gás natural, heliponto, licenças ambientais, estrutura de tecnologia TI/Telecom, ambulatório médico, restaurante, serviços bancários. Além disso, as empresas que decidirem migrar para esses condomínios podem se capitalizar vendendo o imóvel atual para a BBP, facilitando o processo de mudança. Por sua vez, essa região oferece isenções em IPTU durante 20 anos e 50% de redução no ISS.

charder@bbp.com.br

 

Ciser lança nova linha de abraçadeiras em parceria com a Metalmatrix  

Maior fabricante de fixadores na América do Sul, a Ciser Parafusos e Porcas lançou recentemente uma linha de abraçadeiras, fruto de uma parceria com a Metalmatrix, indústria especializada neste setor. Ciser oferta ao mercado os modelos de rosca sem fim confeccionadas em aço carbono, inox e do tipo mangote, este em aço carbono. Nos itens com rosca sem fim encontram-se abraçadeiras nos tamanhos de 9 e 14 milímetros, ideais para mangueiras de jardins e/ou botijões de gás. Em caso de uso em regiões com elevados níveis de corrosão, a Cia recomenda as abraçadeiras de rosca sem fim em inox, que previnem a oxidação. As abraçadeiras tipo mangote, de 20 e 32 milímetros, auxiliam nas aplicações em materiais mais rígidos que demandam torque maior, recomendadas para serviços pesados em tubos, mangueiras e também para altas pressões.

Ford recall - I: Troller T4 problemas com freios e fixadores

A Ford Brasil anunciou no começo deste semestre um recall envolvendo a Troller, que é uma de suas marcas. O Sport offroad T4 é uma linha informalmente tratada pelos brasileiros como “um tipo de Jipe”. Essa convocação com 3.635 carros ano 2015 e 2016, visa a substituição da tubulação do freio dianteiro do lado direito.

A montadora informou que existem riscos de interferência no freio dianteiro, lado direito, e a abraçadeira da mangueira do intercooler do motor, o que pode resultar em desgaste do tubo e vazamento de fluído de freio, condições que geram riscos de acidentes.

NSK Rolamentos: 45 anos de Brasil

 

Em 17 de julho de 2017 a NSK do Brasil Indústria e Comércio de Rolamentos Ltda. alcançou 45 anos de atividades produtivas no país. Fundada no Japão em 1916, a NSK teve o Brasil como base da sua primeira planta produtiva no exterior. Em operação até hoje na cidade de Suzano – Grande São Paulo, região de forte influência nipônica – essa unidade é parte de 64 unidades industriais NSK em 12 países, acumulando 31,5 mil colaboradores e faturamento global de US 8,3 bilhões (2016).

No evento que contou com a presença da imprensa, o presidente da Cia, Carlos Storniolo, disse que a produção média está na casa de 3,5 milhões de rolamentos ao mês, em expansão seguindo a tendência do setor industrial nacional, em recuperação.

Em apresentação institucional, Alexandre Froés, diretor das unidades de negócios Industrial e Aftermarket, destacou sua trajetória de 20 anos na empresa como exemplo de valorização da área de recursos humanos como um dos fatores de sucesso no Brasil, mercado em que a NSK detém 30% de participação. Os rolamentos estão em toda parte, mas vale destacar o setor automotivo como o grande mercado, que tem uma média de 60 a 80 rolamentos por automóvel, usando como referência o Volkswagen Fox, segundo relatou Ricardo Oliveira, supervisor de Engenharia da Aplicação.

O encontro com a imprensa também incluiu um almoço e uma visita ao chão de fábrica.

Termomecanica obtém crescimento de 18% nas exportações no 1º semestre de 2017  

A Termomecanica, líder no setor de transformação de metais não ferrosos (cobre e suas ligas), encerrou a primeira metade de 2017 com 18% de avanço em suas exportações, em comparação ao mesmo período do ano passado. O índice tem evoluído acima de dois dígitos anualmente: em 2016, o volume vendido para o mercado externo foi 13% superior ao de 2015. A expectativa é de que a curva mantenha-se ascendente, alcançando um crescimento na ordem de 20%, até o fi nal do ano. Principal mercado da Cia, os Estados Unidos são responsáveis por 50% do exportado, resultado que pode ser atribuído à elevada capacidade técnica obtida com investimentos realizados nos últimos anos, incluindo a modernização dos processos de fabricação e equipamentos, especialmente na linha de tubos e laminados.

Fonte: Aline Fitipaldi (redacao@epr.com.br).  

 

Recall de caminhões Mercedes-Benz envolve cardan e parafusos

Na primeira semana de julho a Mercedes-Benz iniciou a convocação de modelos de caminhões extrapesados por problemas com parafusos e cardans, que serão trocados no processo de manutenção. Segundo o portal Canal Dana, os veículos com cavalo mecânico 6×4, fabricados entre novembro de 2013 e setembro de 2016, apresentam inconformidades no cordão de solda do cardan, localizado entre os 2º e 3º eixos. Isso pode acarretar trincas e quebras do cardan, ocasionando o desprendimento de peças e projeções de fragmentos na via de tráfego.

Fonte: www.dana.com.br/canaldana.

 

Coventya SP de casa nova

 

Atuante no desenvolvimento e produção de insumos para tratamento de superfície - incluindo peças metálicas, como fixadores - a Coventya Química mudou a sede da regional São Paulo, responsável pelas operações em todo o Brasil, exceto o sul. O município permanece o mesmo, Diadema, na Grande SP, e a nova sede fica dentro do Centro Empresarial Acta Imigrantes, Avenida Deputado Oswaldo Moraes e Silva 55, CEP 09991-190.

Segundo Domingos Spinelli, superintendente da unidade, “a capacidade instalada atual está em 250 toneladas de produtos para pronta-entrega, mas essa estocagem pode ser triplicada, com pouco esforço. A unidade é dotada de amplo laboratório de apoio técnico e analítico e é o centro de negócios no coração do setor que consome 70% da atuação Coventya, o automotivo”.  

 

 

Recal: aperto inadequado de parafusos no Classe G 63 AMG

Mercedes-Benz do Brasil anunciou no começo de julho um recall envolvendo 29 unidades do modelo Classe G 63 AMG, fabricados entre maio de 2013 a abril de 2016, por problema no sistema direção. A manutenção consiste em substituir o acoplamento da direção e a realização de processo de aperto correto nos fixadores. A montadora informou haver risco do parafuso que fixa a junta universal da coluna de direção não ter sido apertado corretamente, o que ocasionaria o desprendimento da junta e a possibilidade de perdas das condições de dirigibilidade do veículo, comprometendo a segurança.

Fonte: www.oglobo.globo.com.  

 

Mudanças no NR-12 visam ampliar segurança de operadores de máquinas

Criada em 1978, a Norma Regulatória 12 (NR- 12) é um complemento da "Consolidação das Leis do Trabalho", tornando-se amplamente utilizada no Brasil durante o início de 1990, quando as montadoras automotivas e seus fornecedores começaram a fazer diretamente seus investimentos no País. Essas mudanças visam aumentar a segurança dos trabalhadores, reduzindo os acidentes durante operações em máquinas e equipamentos industriais. Em julho de 2017, a norma recebeu alguns ajustes da Portaria nº 873.

Segundo Victor S. A. Fagundes, promotor técnico em automação e segurança da Reymaster Materiais Elétricos, “as alterações são extremamente positivas, visto que adequam suas diretivas às tecnologias hoje presentes no mercado e que proporcionam um nível cada vez maior de compreensão, interpretação e principalmente de aplicação da normativa”.

As recentes mudanças defi nem principalmente novos requisitos para o uso de detectores de presença optoeletrônicos, utilização de alarmes (multizona) e dispositivos de controle de movimento (servodrives) em máquinas como forma de prevenir acidentes.

As alterações NR-12 determinaram ainda prazos de 12 a 36 meses para adequação e correção de todas as máquinas em operação, fabricadas anteriormente a entrada em vigoro de norma bem como todas as máquinas que futuramente venham a ser fabricadas, montadas ou importadas.

Fonte: Patrícia Stedile – Engenharia de Comunicação (patistedile@gmail.com).  

Recall com mais de 5 mil carros Mercedes-Benz na China

Anunciada em julho, autoridades ligadas à qualidade do consumidor na China determinaram a realização de recall envolvendo 5.173 carros importados da Mercedes-Benz devido a um problema na coluna de direção. Segundo o site da Rádio Internacional da China (CRI), emissora estatal que transmite sua programação para todo o mundo em 61 idiomas, o defeito pode afetar o funcionamento do volante devido a um parafuso defeituoso situado na retenção da junta universal, parte inferior da coluna de direção. Programado para iniciar em 5 de agosto de 2017, o anúncio deste recall ocorreu em menos de uma semana depois que a Mercedes-Benz começou o recall na China com 16.301 unidades importadas da classe A, classe B e da classe CLA, devido a um problema de reforço de freio.

Montadoras globais e chinesas fizeram recall de 4,49 milhões de veículos só nos primeiros cinco meses deste ano, em comparação com os 11,34 milhões de todo o ano 2016.

Fonte: portuguese.cri.cn.  

Engenheiro da Scania aborda a dinamização em juntas parafusadas como caminho para eficiência, durante simpósio do SAE Brasil

Entre 15 e 16 de agosto, experts da indústria da mobilidade debateram novas tecnologias em testes e simulações para a evolução das práticas de engenharia durante o “15º Simpósio SAE BRASIL Automaker de Testes e Simulação”, evento realizado no Centro de Eventos Pro Magno, na capital São Paulo, há 200 metros do centenário jornal O Estado de S. Paulo. Entre diversos debates destacamos obviamente a fixação, por meio da palestra “Reduzindo o Tempo de Modelamento de Juntas Parafusadas e Melhorando a Comunicação no Projeto Orientado pela Simulação”, por Lawrence Yan, na Scania desde 2014, hoje atuante como engenheiro na área de Calculo Estrutural de Chassi, a primeira e única divisão deste tipo no Brasil, que é subordinada diretamente à área de chassi na Suécia.

Segundo Yan, a Scania dá um grande enfoque às juntas parafusadas. “O que mostrei foi apenas uma parte do pré-processamento, apresentando as etapas que passam por softwares FEM (Finite Element Method) que fornece dados para um outro software, próprio, realizar os cálculos para determinar o fixador mais adequado, de maneira mais automatizada, dinamizando nosso tempo”, disse. A escolha final do tipo de fixador a ser utilizado passa por uma lista de parafusos e similares predeterminados pela Scania. Ao estudar e concluir quais peças não suportaram as cargas, são feitas revisões, as vezes até aumentando a quantidade de fixadores, mas evitando recorrer a confecção de peças especiais, fora do catálogo. “A ideia aqui foi mostrar como operamos no campo de fasteners buscando obter juntas mais eficientes e com menor massa, preservando ou aumentando padrões de segurança e desempenho”, finalizou Yan.  

Roscafix Parafusos completa 30 anos

Os recentes 3 últimos anos foram cruéis com algumas empresas e fatais para outras. Sendo assim, estar em atividades e comemorando 30 anos - principalmente em meio a este turbilhão que se passou na economia nacional - é sim um grande motivo para comemorar. Caso da Roscafix Parafusos, distribuidora focada no setor industrial, incluindo o automotor, que detém 40% de sua atuação, sendo completado por clientes das indústrias de máquinas e equipamentos, eletroeletrônicos e a emergente energia eólica.

Na última matéria que fizemos a empresa estava comemorava seus 25 anos, numa oportunidade em que Sylvio Lemeszenski, CEO, dizia-se aliviado por ter passado "momentos difíceis durante o Plano Color (1990) e na crise dos títulos imobiliários nos EUA (2008/2009)”. Pois é...  

A sede da empresa ainda é a mesma de 2012, em São Bernardo do Campo, SP. Lemeszenski entrou na Roscafix cinco meses após a sua fundação, quando ainda tinha só 35 m², bem diferente da sede atual com 630 m² de área e de esperança na recuperação econômica do País, já em curso.  

 

Ford recall - II: problemas com porcas trava

Desde o começo de agosto a Ford Caminhões realiza um recall visando substituir as porcas trava dos cubos das rodas do eixo traseiro do veículo F-4000, modelo 2017. A manutenção se deve pela possibilidade de perda da função de travamento dessas porcas causada por variações dimensionais na sua rosca. Em caso de perda da função de travamento das porcas trava, o veículo apresentará ruído e vibrações provenientes do eixo traseiro e, com seu uso continuado, poderá ocorrer o desprendimento de um dos conjuntos de rodas traseiras, o que pode resultar em sérios acidentes.

Fonte: www.fordcaminhoes.com.br.  

 

SAE e Mercedes-Benz premiam os melhores no jornalismo  

Em 18 de agosto foi realizada a cerimônia de entrega do Prêmio SAE BRASIL de Jornalismo – Mercedes- Benz. Situado dentro do complexo industrial da montadora, em São Bernardo do Campo, SP, no Espaço Mercedes foi efetuada a entrega dos prêmios, finalizado com um almoço para executivos do setor automotivo e profissionais de imprensa.

Otacílio Gomes, diretor geral da SAE BRASIL abriu o evento que teve 10 vencedores, com os jornalistas Pedro Kutney, da revista Automotive Business, e Gustavo Henrique Ruffo, ex-editor do portal Motor 1 e agora no Kelley Blue Book, foram os primeiros colocados deste que foi a 11a. edição do Prêmio, que apontou outras oito reportagens, duas menções honrosas e dois destaques nas categorias Impressa e Internet, todas publicadas no Brasil.

Os trabalhos foram selecionados pela comissão julgadora composta pelos jornalistas Isabel Reis (Motor Mídia), e Mario Sérgio Venditti (Branded Content do jornal O Estado de S. Paulo) e pelo engenheiro Ricardo Simões de Abreu (Mahle/SAE).

A Mercedes-Benz do Brasil foi a patrocinadora do evento, tendo a Bosch, Eaton e HERE como co-patrocinadoras.  

Falha com parafuso causa recall em furgão argentino da Mercedes-Benz

 

No final de agosto deste ano teve início uma convocação da Mercedes-Benz devido a problemas de fixação envolvendo 307 unidades do Vito Furgão (modelo 111), fabricado na Argentina. Segundo a montadora, o ponto a ser reparado está localizado na coluna de direção de ar dos carros, onde o parafuso não foi apertado corretamente e a peça pode se soltar e causar acidentes. Info: 0800 970 9090 / www.mercedes-benz.com.br. Fonte: Portal Brasil (www.brasil.gov.br).

COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com