Empresa Edições on-line Fale Conosco
Edição 65
Busca::..
Edição 82
Edição 81
Edição 80
Edição 79
Edição 78
Edição 77
Edição 76
Edição 75
Edição 74
Edição 73
Edição 72
Edição 71
Edição 70
Edição 69
Edição 68
Edição 67
Edição 66
Edição 65
Edição 64
Edição 63
Edição 62
Edição 61
Edição 60
Edição 59
Edição 58
Edição 57
Edição 56
Edição 55
Edição 54
Edição 53
Edição 52
Edição 51
Edição 50
Edição 49
Edição 48
Edição 47
Edição 46
Edição 45
Edição 44
Edição 43
Edição 42
Edição 41
Edição 40
Edição 39
Edição 38
Edição 37
Edição 36
Edição 35
Edição 34
Edição 33
Edição 32
Edição 31
Edição 30
Edição 29
Edição 28
Edição 27
Edição 26
Edição 25
Edição 24
Edição 23
Ediçao 22
Edição 21
Edição 20
Edição 19
Edição 18
Edição 17
Edição 16
Edição 15
Edição 14
Edição 13
Edição 12
Edição 11
Edição 10
Edição 09
Edição 08
Edição 07
Edição 06
Edição 05
Edição 04
Edição 03
Edição 02
Edição 01
empresa
contato
Persona
25/09/2017 09h18

Persona 

 

A 4ª revolução industrial chegou... e agora???

 

O desemprego tecnológico vem se tornando a maior ameaça que a sociedade contemporânea irá enfrentar nos próximos anos. As evidências dessa inquietante perspectiva são notórias bem como a necessidade do engajamento de setores da sociedade na busca de alternativas para a solução deste dilema social.

Neste mundo globalizado e da internet, o incremento da competitividade vem se tornando uma questão de sobrevivência para muitas empresas. O vínculo empregatício tende adiminuir nos próximos anos e os profissionais deverão seguir atuando como temporários ou prestadores de serviço.

Como enfatizou o ilustre Thomas Watson Jr: “Nossas máquinas não devem ser nada além de ferramentas para empoderar ainda mais os seres humanos que as usam.

”As máquinas começaram a pensar, como mostrou o super computador Watson da IBM no programa americano Jeopardy. Este equipamento derrotou os dois melhores competidores deste programa de perguntase respostas, superando com mais do dobro de pontos de seus concorrentes de carne, osso e cérebro, e faturou um prêmio de US$ 1 milhão.

Um crescente número de dispositivos capazes dese comunicarem uns com os outros e coletar dados do ambiente e dos usuários, associados às tecnologias de big data, computação em nuvem e novas tecnologias para tratamento de dados.

As empresas estão buscando cada vez mais novas metodologias para gestão de projetos, como o denominado projeto inteligente que visa enfrentar os desafios da indústria 4.0 através de equipes multidisciplinares de elevado nível de competência, sendo uma opção inovadora e eficiente para os prazos reduzidos.

No horizonte da 4ª revolução industrial, ainda temosas ameaças do “Custo Brasil” somado a outros fatores de relevância como a corrupção e a moeda forte, além do aumento da desigualdade, mudanças climáticas e a recessão econômica, que necessitaram de investimento estatal e políticas públicas ativas. 

Prof. Dr. Marcos B. Garcia
Consultor da Energy Consulting e fundador da Rede Nacional de Consultores
COMPARTILHE
CONTEÚDO DA EDIÇÃO

TAGS:
revistadoparafuso@revistadoparafuso.com